6.11.04

Palavra de S. Freud

(...) Quase que poderíamos dizer que uma histeria é uma obra de arte deformada, que uma neurose obsessional é uma religião deformada e uma mania paranóica, um sistma filosófico (...)Ao analisar as tendências que estão na base das neuroses, vemos qu as pulsões sexuais desempenham um papel decisivo, enquanto que as formações sociais atrás referidas assentam em tendências provenientes de um encontro entre factores egoístas e factores eróticos.

Freud, Totem et Tabou, (Payot, Paris, 1968), p. 88

Sem comentários: