17.5.06

Les roses de Manet



Edouard Manet, 1832-1883, Roses dans un pot ,(1882), óleo sobre tela,
55.9 x 34.3 cm, Sterling and Francine Clark, 1924.

As rosas amo dos jardins de Adónis,
Essas volucres amo, Lídia, rosas,
Que em o dia em que nascem,
Em esse dia morrem.
A luz para elas é eterna, porque
Nascem nascido já o Sol, e acabam
Antes que Apolo deixe
O seu curso visível.
Assim façamos nossa vida um dia,
Inscientes Lídia, voluntariamente
Que há noite antes e após
O pouco que duramos.


Fernando Pessoa, Odes de Ricardo Reis, (Lisboa, Ática, 1978), p.34

Sem comentários: