15.6.06

... um risco de fogo na noite


"Lembro-me bem do seu olhar.
Ele atravessa ainda a minha alma,
Como um risco de fogo na noite.
Lembro-me bem do seu olhar. O resto ...
Sim o resto parece-se apenas com a vida."

[...]

Fernando Pessoa [Álvaro de Campos (?)], Novas Poesias Inéditas, (Lisboa, Edições Ática, s/d), p. 152.

Sem comentários: